quarta-feira

Diário de Pernambuco resenha clipes (30.08.2006)

cavani (o sósia de Dani Azevedo) botou pra fuder - um dia antes - e foi ultra-cuidadoso na apuração da história por trás dos clipes. mas contou o final de uma das histórias... tem nada não ; )

Mundo Livre faz cinema com novos videoclipes

Banda aposta na narrativa de ficção para interpretar visualmente as músicas Laura Bush tem um senhor problema e Carnaval inesquecível na Cidade Alta
JÚLIO CAVANI DA EQUIPE DO DIARIO

Um mês antes de Mombojó e Nação Zumbi concorrerem a prêmios na MTV, a Mundo Livre S/A lança, nesta quinta, seus dois novos videoclipes, talvez os melhores de sua carreira. Dirigidos por Pedro Severien, os vídeos são livres interpretações visuais para as músicas Laura Bush tem um senhor problema e Carnaval inesquecível na Cidade Alta, com qualidade técnica que impressiona.

Os dois clipes são completamente diferentes entre si, mas compartilham, além da música da banda, uma estrutura narrativa de ficção, como se fossem pequenos curtas-metragens. Ambos também têm uma equipe de produção semelhante e a presença da atriz Hermylla Guedes, que participou do filme Cinema, aspirina e urubus e vai ao próximo Festival de Veneza como protagonista de O céu de Suely, do cineasta cearense Karin Ainouz. Laura Bush é filmado em locações abertas do Recife e tem uma lógica mais sóbria, apesar de ser bastante estilizado, enquanto Carnaval foi produzido em estúdio e parece uma viagem surrealista.

Laura Bush tem um senhor problema começa em uma luxuosa cobertura em Boa Viagem, onde um homem aparentemente poderoso está aos gritos com uma garota, que se revolta e resolve tomar várias doses de cachaça na beira da praia. Uma outra mulher a encontra e as duas seguem andando pela cidade até chegarem a um morro de Casa Amarela, quando acontece uma manifestação contra um tal político chamado W. O clipe prende a atenção, foge de redundâncias e impressiona pela fotografia de Christian Perez, mas pode enfrentar problemas em sua carreira comercial por causa das cenas de beijo entre as duas personagens. Percebe-se que todas as imagens foram feitas no Recife, mas a história poderia se passar em qualquer lugar igualmente desigual, que tenha favelas convivendo com bonitas paisagens e altos edifícios.

Carnaval inesquecível na Cidade Alta lembra filmes de Fellini, Bunuel e Peter Greenway ao se situar no limite entre o real e o onírico. O clipe é um delírio carnavalesco noturno, uma viagem de um bêbado jogado no meio das ruas de Olinda, uma alucinação com personagens de visual absurdo, como a punk com tranças rastafári, um frentista que enche a cara de gasolina, um estilista louco interpretado pelo artista plástico Joelson e foliões fantasiados vividos pelos integrantes da banda.

A Mundo Livre S/A liberou todas as suas músicas para quem quiser produzir seu próprio clipe. Trabalhando com um orçamento de R$ 80 mil, a produtora Orquestra Cinema conseguiu bons patrocínios e propôs os dois vídeos para a banda, que aceitou o projeto. Totalmente filmados em Pernambuco, eles podem ser considerados os melhores trabalhos audiovisuais feitos para o grupo, que até agora vinha se equilibrando entre peças mais experimentais do que comunicativas ou em produções paulistas, bancadas por gravadoras, sem muita identidade.

Serviço
Lançamento dos videoclipes da Mundo Livre S/A
Quando: Quinta, 20h
Onde: Cine-Teatro Apolo (Rua do APolo, 121, Bairro do Recife)

2 comentários:

Anônimo disse...

esse texto desse jornalista é meio "fufa", visse?

a_flavio disse...

sai dessa, anônifofo!
o texto é correto em tudo!!
e agora eu já sei quem a senhora é, carioca!!!